Importância da usabilidade nas lojas online

Um dos aspectos que mais influenciam na aceitação positiva do público relacionado às lojas virtuais é a usabilidade, está se resume em uma maneira de facilitar a navegação pela interface do site, sem diminuir as funcionalidades do sistema, sendo que a usabilidade está diretamente relacionada com a realização de ações dentro do ambiente online e a facilidade com que o usuário se adapte desde o começo as informações e ações realizadas neste cenário.

Em resumo, faça mais com menos e a famosa frase “não me faça pensar”, utilizada até mesmo como título de um livro dos mais famosos personagens do cenário de usabilidade e acessibilidade no mundo: Steve Krug.

Com o passar dos anos ficou claro, tanto para o público quanto para os comerciantes digitais, que o apelo visual, a facilidade e a velocidade de acesso, influenciam, e muito, na decisão de compra.

Neste sentido, o que se deve ter em mente é que a usabilidade não está somente relacionada ao apelo visual e aos atrativos estéticos do site ou e-commerce. O que é relevante para a usabilidade é a maneira de se utilizar cada um dos elementos dentro do portal, identificando de modo quase imediato ou com o mínimo de contratempos as possibilidades em totalidade. Tudo deve estar disposto de uma maneira simples, que seja auto-explicativa à quem esta acessando sua página.

Para isto, nos utilizamos sempre de certos padrões que podem ser utilizados sem medo de errar na escolha das melhores práticas presentes no mercado, por exemplo: o ícone do carrinho de compras, o campo de busca na parte superior direita, ou mesmo uma página com telefone e e-mail para contato, fontes que apresentam as mesmas condições de funcionalidade com a mesma identidade e design, entre outros. Todas estas situações são muito corriqueiras no mundo digital mas tem resultados efetivos para que o cliente consiga se encontrar facilmente dentro do seu e-commerce.

Como medidor da usabilidade, um item importante é a facilidade de um item ou objeto ser encontrado no seu site, por exemplo, ou a facilidade / tempo em que um cliente demora para finalizar a compra, assim como o quão fácil é para o mesmo pôr e retirar objetos do “carrinho de compras”. Tudo deve estar disposto de uma maneira que não haja nenhuma dificuldade para a conclusão da compra e, neste sentido, nos pontos que necessitam de alta conversão, reduzir ao máximo as distrações que viabilizem a fuga do usuário de sua tomada de decisão (já repararam como em alguns e-commerces na atualidade, o checkout se apresenta como uma estrutura muito mais limpa, aparentando até mesmo estar em outro site ou ambiente).

O seu consumidor deve encontrar em seu site um texto simplificado e bastante objetivo, pois se levarmos em consideração pesquisas como à apresentada por Dailton Felipini em seu livro “Google Adsense”, o qual revela que a leitura no computador é cerca de 25% menos produtiva e cansativa do que a leitura em papel, seu cliente pode se cansar ao encontrar informações muito complexas. Ao menos que seu produto ou serviço oferecido tem um público com alto teor de conhecimento.

A sua home page é uma das mais importantes, por muitas vezes torna-se o primeiro contato do seu público com a sua marca. Um ponto a se destacar é que o objetivo na página inicial não é a sobrecarga da mesma com inúmeras informações. Nos 40% inicial de seu site os elementos mais importantes devem ser distribuídos para conforto e facilidade de acesso do usuário. Ao menos tempo foque em um design clean e confortável para o acesso em qualquer que seja o dispositivo utilizado, pois o propósito final do seu site, além da venda, é garantir o retorno e satisfação de seu usuário.

Por fim, observando até mesmo as necessidades apresentadas pelo tempo reduzido do usuário nos tempos atuais, e a otimização para mecanismos de busca (SEO), o e-commerce ideal não pode deixar de lado a velocidade de carregamento e apresentação dos dados para o usuário.

Como citamos em no artigo “E-commerce e aumento de vendas de final de ano e quão importante  ter um servidor seguro: Quando seu site demora mais de 10 segundos para abrir isso pode diminuir o número de clientes e gerar menos visitantes, segundo John Mueller da Google, ou seja a diferença pode estar em segundos para um melhor rankeamento do seu site (e observando o tempo de 10 segundos, podemos dizer que Mueller está sendo bem generoso para o mercado atual).

Para ter um alto desempenho conheça e traga o seu e-commerce para o universo GetCard! Conte com soluções de alta velocidade, desempenho e estabilidade através do Cloud Server.

sem-titulo-1

Como otimizar os gastos da sua empresa com Cloud Server

O Cloud Server é uma das maiores evoluções tecnológicas para potencializar o uso da internet. Hoje ela deixou de ser uma tendência futurista e já está inserida no dia a dia de quem está conectado.

O armazenamento de dados pelo Cloud Server permitiu uma revolução ligada ao acesso de informações. Sendo um serviço que cresce com rapidez no cenário atual, influenciando até o crescimento de empresas trazendo um maior custo-benefício e maior produtividade.

Porém com todas suas vantagens a tecnologia nas nuvens deve seguir precauções para que não ocorra adversidades. Uma vez que nos dias atuais onde a economia vem oscilando é preciso focar no que realmente trará inovações e resultados para sua empresa.

O propósito do serviço é proporcionar armazenamento de dados, podendo acessá-los de diversos aparelhos em diferentes ambientes. Para seu uso basta que o usuário tenha acesso à internet.

De uma maneira prática o Cloud Server permite que você salve todo tipo de arquivo, imagens, textos etc, e executar variados programas, como se você possuísse todos estes dados no seu computador, quando de fato ele está armazenado na internet. Na verdade eles se encontram salvos em servidores de empresas, assim como nós da GetCard, e do nosso servidor é entregue para sua máquina em qualquer lugar que se encontre.

Para que você entenda o porque o Cloud Server pode ser uma ótima opção para redução de gastos da sua empresa, separamos 3 características chave do servidor nas nuvens:

Economia

A maior vantagem de usar um Cloud Server, principalmente para médias e grandes empresas, é a diferença de preço, se comparada com os demais tipos de soluções: custo da manutenção e reposição de peças, equipes exclusivas de TI ou mesmo investimentos em Hardware podem ser listados.

Espaço

Manter uma estrutura física exclusiva para servidores e dados, tanto interna quanto externamente, acarreta uma grande soma de investimentos financeiros e físicos que podem representar um impacto direto no caixa. Além de exigir um ambiente diferenciado que depende de vários fatores naturais para manter o bom funcionamento de toda estrutura: espaço 24 horas climatizados para evitar superaquecimento, redundância de energia e rede, monitoramento de recursos, entre outros. O servidor nas nuvens, ao contrário viabilizam que tais custos sejam reduzidos ou o impacto financeiro derivado de tal estrutura seja amenizado./

Versatilidade

Com o servidor nas nuvens é possível fazer atualizações como aumento de memória ou espaço de armazenamento. Sendo um benefício particularmente bom para quem tem um negócio em fase de crescimento, ou mesmo que tem picos de vendas sazonais, que geram mais demanda em determinados períodos.

 

Se sua empresa precisa de Cloud Server, conheça nossos planos e veja qual melhor se encaixa para suas necessidades!  Ou entre em contato conosco para maiores informações.

E-commerce e aumento de vendas de final de ano e quão importante ter um servidor seguro

Segundo a Ebit, empresa especializada em informações sobre o comércio eletrônico, as vendas online cresceram 5,2% no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano de 2015, algo em torno de um faturamento de R$19,6 bilhões.

Com as festas de  fim de ano próximas pode significar aumento do montante de vendas, e seu e-commerce está preparado para essa demanda? Com esse cenário o que pode atrapalhar sua venda será um site que oscila, levando a possíveis quedas, dificultando a compra do seu consumidor ou até mesmo a lentidão em períodos de necessidades elevadas como a Black Friday.

Para evitar estes problemas, além da questão de segurança dos dados, os Cloud Servers oferecem um serviço diferenciado e com diversas vantagens. Listamos abaixo 4 vantagens que farão você levar a hospedagem da sua loja para uma nuvem:

Segurança:  Um dos pontos em que se mais questiona a eficácia do Cloud Server é o quesito segurança. Por medo a possíveis falhas, ou vazamento de suas informações. Algo que já é considerado ultrapassado, pois diversas grandes empresas já se apropriaram deste serviço, o que confirma a sua confiabilidade. O que deve-se sempre confirmar é a procedência da empresa contratada, e também a tecnologia utilizada, procure por detalhes sobre as soluções de segurança na nuvem que este fornecedor oferece.

Escalabilidade: Diferente do modelo tradicional de servidor, se tem padrões imutáveis de processamento e memória, com Cloud Server sua loja desfruta de possibilidades de crescer seu servidor junto a suas necessidades. Aqui na GetCard você poderá contratar um plano inicial e depois incrementa-lo segundo as necessidades do seu e-commerce. Sendo a escalabilidade um dos atributos mais relevantes para a decisão de contratar o servidor Cloud para seu negócio. Por exemplo, para as vendas de final de ano você pode aumentar a memória e o processador para suportar um pico de visitas, ou mesmo quando seu site tem uma promoção. Independente do tamanho do seu e-commerce, é possível ter apenas a quantidade de serviços que você utilizará.

Redução de Custos:  Assim como já citamos anteriormente neste texto do blog “5 Diferenças entre Servidor Dedicado e Cloud Server que influenciam na sua escolha”, o servidor dedicado, ou seja um servidor só para sua empresa em formato físico, tem um preço bem maior em comparação com o Cloud Server, além de que se houverem picos de demanda, no caso de servidores físicos, seu site pode ser prejudicado. E se ainda a hospedagem for compartilhada seu site pode ser desativado por estar prejudicando os outros que compartilham seu servidor.

Desempenho: Quando seu site demora mais de 10 segundos para abrir isso pode diminuir o número de clientes e gerar menos visitantes, segundo John Mueller da Google. Além de que o Google e demais serviços de busca online priorizam os sites com servidores rápidos para as primeiras posições na página de pesquisa. A questão é que com a agilidade que os sites e a própria internet oferece seu negócio para sobreviver deverá ser tão ágil quanto o restante da internet.

Para aumentar o potencial do seu e-commerce entre em contato conosco e adquira o Cloud Server para seu ambiente on-line. Confira nosso atendimento personalizado que irá analisar todas as suas necessidades e apresentar a melhor solução, Conte conosco.

Como o Big Data gera valor ao atendimento

O segredo de um bom atendimento sempre foi a relação que a empresa tem com seu consumidor, mas como melhorar esse relacionamento?

Entender o comportamento do seu consumidor é parte vital para seu processo de vendas, conhecer as suas necessidades e como funciona a sua tomada de decisão facilitam o fechamento da compra. Hoje temos acesso a diversos dados do ambiente digital que revelam a conduta do seu público-alvo, mas o armazenamento dos mesmo, muita vezes, acaba por não ter uma forma estruturada.

Com a velocidade da informação, a empresa deve dispor da mesma rapidez para acompanhar seu consumidor e gerar valor para o atendimento ao cliente.

A análise de dados extraídos do Big Data auxilia o acúmulo de informações  de atendimento, cruciais para sua venda, em um único portal.  Para melhorar a experiência do cliente os dados são combinados para gerar informações novas e úteis.

A organização dos seus conhecimentos sobre o cliente não gera a venda, mas sim  transformá-los em estratégias, algo que sem o Big Data poderia ser uma tarefa árdua.  O Big Data, como já conversamos anteriormente aqui no blog(link), é um conjunto  grande de dados armazenados, sendo a origem das informações vasta, e muitas vezes não estruturadas. Sendo assim, é necessário descobrir um padrão, ou mesmo uma hierarquia de comparação entre os dados para que se tornem utilizáveis.

Mesmo que pareça difícil, e envolva toda a sua empresa, desde o dono do negócio até seus colaboradores, o resultado do Big Data pode trazer mudanças e melhorias ao seu atendimento, mas fica claro que não são todas as organizações que conseguem utilizar um Big Data, por problemas técnicos, entendimento das equipes, etc.

Usar o Big Data trará uma vantagem competitiva para sua empresa, a análise dos dados coletados antecipará os hábitos dos consumidores e futuros clientes, otimizando a experiência do seu público.

Mas como trabalhar com o Big Data? Tudo está baseado no tipo de indústria, dos dados coletados, das resoluções possíveis, e o seu objetivo. Geralmente nas estratégias de marketing é possível combinar o conhecimento que você tem do seu cliente com outros fatores  amplos que afetam seu negócio, como clima, sua mídia social etc, e obter uma imagem concreta do seu público-alvo.  Isto fará com que conquiste novos clientes com estratégias diferentes, a partir dos padrões registrados.

Considere o montante de dados como o preenchimento das lacunas na sua definição de público-alvo. Disto em diante terá a possibilidade de provar a sua nova visão do seu cliente e melhorar sua maneira de atendê-lo.

O Big Data não se trata apenas de informações, ou novas descobertas, mas da possibilidade de encontrar novos cenários para trabalhar seu atendimento.

5 Passos para um e-mail marketing efetivo

Assim como já conversamos anteriormente aqui no blog, o e-mail marketing é uma ferramenta de comunicação poderosa e, se usada corretamente, trará grandes resultados para sua empresa.

Neste sentido, separamos 5 dicas eficientes para a criação de um e-mail marketing de resultados:

  • Tenha uma base de e-mails objetiva

Ter um número grande de contatos na sua base de e-mails não produz resultados se suas mensagens sequer são abertas! Muitas empresas compram listas de e-mails tentando, erroneamente, aumentar o alcance do seu marketing. Mas além de ser considerado uma prática de spam, é classificado pela CAPEM, Código de Autorregulamentação para a Prática de E-mail Marketing, como algo antiético e não deve ser adotado como prática pelas empresas, em respeito ao consumidor, assim como foco em obter maiores resultados.

  • Saiba qual é a frequência certa

A frequência de envio é um ponto essencial para o sucesso das suas campanhas de e-mails, e é a partir da mesma que sua lista terá um maior engajamento. A falta de continuidade irá afastar seus clientes da cultura de acesso e curiosidade em saber qual é o novo assunto tratado em cada disparo de novidades. Isto causará indiferença ao contato.

Contudo, o equilíbrio é necessário. O excesso de e-mails desgastará a imagem da sua empresa com sua base. Encontre a continuidade certa para sua empresa, algo entre um envio por mês ou quinzenalmente.

  • Conheça sua base de e-mails

O email marketing precisa ser segmentado para otimizar seus resultados. Conhecer quem é o remetente das suas mensagens melhora a sua comunicação com o mesmo. Existem várias formas para este processo, mas em todas é preciso focar no comportamento do seu lead ou cliente, usando as informações à seu favor.

  • Se atente ao uso de imagens

Um e-mail marketing bem construído, geralmente possuirá imagens. Porém tenha em mente que somente o uso das mesmas, sem conteúdo textual, é prejudicial. A maioria dos serviços de newsletter irá bloquear este conteúdo ou reduzir e muito o alcance pelo destino, provável, na pasta de spam. Tenha o equilíbrio entre o uso de texto e imagens, colocando também as informações necessárias na tag “alt” (local apropriado para descrição do conteúdo da imagem no código).

  • Invista em diferentes tipos de e-mails

Variando seus tipos de e-mails você terá mais chances de resultado, em diferentes momentos invista em alternativos meios de e-mail. Para anunciar ofertas use e-mails promocionais, as newsletters para divulgar informações relevantes, e foque também no conteúdo focado a seu segmentação. Lembre-se da regra 80/20, dando o devido valor ao conteúdo institucional e educacional, assim como suas ofertas comerciais.

 

Para mensurar seus resultados sempre acompanhe as métricas e desenvolva suas estratégias sobre as mesmas, focando nos melhores conteúdos e principais resultados..

Se atente, também, aos dispositivos móveis para aumentar a taxa de abertura de seus e-mails. E sempre produza conteúdos relevantes que chamem a atenção do seu público e que seja responsivo para estes aparelhos.

Aqui na GetCard temos planos para e-mail marketing, conheça nosso serviço e escolha o plano que melhor se encaixa com as necessidades da sua empresa!