Importância da usabilidade nas lojas online

Um dos aspectos que mais influenciam na aceitação positiva do público relacionado às lojas virtuais é a usabilidade, está se resume em uma maneira de facilitar a navegação pela interface do site, sem diminuir as funcionalidades do sistema, sendo que a usabilidade está diretamente relacionada com a realização de ações dentro do ambiente online e a facilidade com que o usuário se adapte desde o começo as informações e ações realizadas neste cenário.

Em resumo, faça mais com menos e a famosa frase “não me faça pensar”, utilizada até mesmo como título de um livro dos mais famosos personagens do cenário de usabilidade e acessibilidade no mundo: Steve Krug.

Com o passar dos anos ficou claro, tanto para o público quanto para os comerciantes digitais, que o apelo visual, a facilidade e a velocidade de acesso, influenciam, e muito, na decisão de compra.

Neste sentido, o que se deve ter em mente é que a usabilidade não está somente relacionada ao apelo visual e aos atrativos estéticos do site ou e-commerce. O que é relevante para a usabilidade é a maneira de se utilizar cada um dos elementos dentro do portal, identificando de modo quase imediato ou com o mínimo de contratempos as possibilidades em totalidade. Tudo deve estar disposto de uma maneira simples, que seja auto-explicativa à quem esta acessando sua página.

Para isto, nos utilizamos sempre de certos padrões que podem ser utilizados sem medo de errar na escolha das melhores práticas presentes no mercado, por exemplo: o ícone do carrinho de compras, o campo de busca na parte superior direita, ou mesmo uma página com telefone e e-mail para contato, fontes que apresentam as mesmas condições de funcionalidade com a mesma identidade e design, entre outros. Todas estas situações são muito corriqueiras no mundo digital mas tem resultados efetivos para que o cliente consiga se encontrar facilmente dentro do seu e-commerce.

Como medidor da usabilidade, um item importante é a facilidade de um item ou objeto ser encontrado no seu site, por exemplo, ou a facilidade / tempo em que um cliente demora para finalizar a compra, assim como o quão fácil é para o mesmo pôr e retirar objetos do “carrinho de compras”. Tudo deve estar disposto de uma maneira que não haja nenhuma dificuldade para a conclusão da compra e, neste sentido, nos pontos que necessitam de alta conversão, reduzir ao máximo as distrações que viabilizem a fuga do usuário de sua tomada de decisão (já repararam como em alguns e-commerces na atualidade, o checkout se apresenta como uma estrutura muito mais limpa, aparentando até mesmo estar em outro site ou ambiente).

O seu consumidor deve encontrar em seu site um texto simplificado e bastante objetivo, pois se levarmos em consideração pesquisas como à apresentada por Dailton Felipini em seu livro “Google Adsense”, o qual revela que a leitura no computador é cerca de 25% menos produtiva e cansativa do que a leitura em papel, seu cliente pode se cansar ao encontrar informações muito complexas. Ao menos que seu produto ou serviço oferecido tem um público com alto teor de conhecimento.

A sua home page é uma das mais importantes, por muitas vezes torna-se o primeiro contato do seu público com a sua marca. Um ponto a se destacar é que o objetivo na página inicial não é a sobrecarga da mesma com inúmeras informações. Nos 40% inicial de seu site os elementos mais importantes devem ser distribuídos para conforto e facilidade de acesso do usuário. Ao menos tempo foque em um design clean e confortável para o acesso em qualquer que seja o dispositivo utilizado, pois o propósito final do seu site, além da venda, é garantir o retorno e satisfação de seu usuário.

Por fim, observando até mesmo as necessidades apresentadas pelo tempo reduzido do usuário nos tempos atuais, e a otimização para mecanismos de busca (SEO), o e-commerce ideal não pode deixar de lado a velocidade de carregamento e apresentação dos dados para o usuário.

Como citamos em no artigo “E-commerce e aumento de vendas de final de ano e quão importante  ter um servidor seguro: Quando seu site demora mais de 10 segundos para abrir isso pode diminuir o número de clientes e gerar menos visitantes, segundo John Mueller da Google, ou seja a diferença pode estar em segundos para um melhor rankeamento do seu site (e observando o tempo de 10 segundos, podemos dizer que Mueller está sendo bem generoso para o mercado atual).

Para ter um alto desempenho conheça e traga o seu e-commerce para o universo GetCard! Conte com soluções de alta velocidade, desempenho e estabilidade através do Cloud Server.

sem-titulo-1

E-commerce e aumento de vendas de final de ano e quão importante ter um servidor seguro

Segundo a Ebit, empresa especializada em informações sobre o comércio eletrônico, as vendas online cresceram 5,2% no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano de 2015, algo em torno de um faturamento de R$19,6 bilhões.

Com as festas de  fim de ano próximas pode significar aumento do montante de vendas, e seu e-commerce está preparado para essa demanda? Com esse cenário o que pode atrapalhar sua venda será um site que oscila, levando a possíveis quedas, dificultando a compra do seu consumidor ou até mesmo a lentidão em períodos de necessidades elevadas como a Black Friday.

Para evitar estes problemas, além da questão de segurança dos dados, os Cloud Servers oferecem um serviço diferenciado e com diversas vantagens. Listamos abaixo 4 vantagens que farão você levar a hospedagem da sua loja para uma nuvem:

Segurança:  Um dos pontos em que se mais questiona a eficácia do Cloud Server é o quesito segurança. Por medo a possíveis falhas, ou vazamento de suas informações. Algo que já é considerado ultrapassado, pois diversas grandes empresas já se apropriaram deste serviço, o que confirma a sua confiabilidade. O que deve-se sempre confirmar é a procedência da empresa contratada, e também a tecnologia utilizada, procure por detalhes sobre as soluções de segurança na nuvem que este fornecedor oferece.

Escalabilidade: Diferente do modelo tradicional de servidor, se tem padrões imutáveis de processamento e memória, com Cloud Server sua loja desfruta de possibilidades de crescer seu servidor junto a suas necessidades. Aqui na GetCard você poderá contratar um plano inicial e depois incrementa-lo segundo as necessidades do seu e-commerce. Sendo a escalabilidade um dos atributos mais relevantes para a decisão de contratar o servidor Cloud para seu negócio. Por exemplo, para as vendas de final de ano você pode aumentar a memória e o processador para suportar um pico de visitas, ou mesmo quando seu site tem uma promoção. Independente do tamanho do seu e-commerce, é possível ter apenas a quantidade de serviços que você utilizará.

Redução de Custos:  Assim como já citamos anteriormente neste texto do blog “5 Diferenças entre Servidor Dedicado e Cloud Server que influenciam na sua escolha”, o servidor dedicado, ou seja um servidor só para sua empresa em formato físico, tem um preço bem maior em comparação com o Cloud Server, além de que se houverem picos de demanda, no caso de servidores físicos, seu site pode ser prejudicado. E se ainda a hospedagem for compartilhada seu site pode ser desativado por estar prejudicando os outros que compartilham seu servidor.

Desempenho: Quando seu site demora mais de 10 segundos para abrir isso pode diminuir o número de clientes e gerar menos visitantes, segundo John Mueller da Google. Além de que o Google e demais serviços de busca online priorizam os sites com servidores rápidos para as primeiras posições na página de pesquisa. A questão é que com a agilidade que os sites e a própria internet oferece seu negócio para sobreviver deverá ser tão ágil quanto o restante da internet.

Para aumentar o potencial do seu e-commerce entre em contato conosco e adquira o Cloud Server para seu ambiente on-line. Confira nosso atendimento personalizado que irá analisar todas as suas necessidades e apresentar a melhor solução, Conte conosco.