Servidor Dedicado e Desempenho ou Reduzir Custos com um Cloud Server?

Uma das principais dúvidas que muitos usuários apresentam quando estão iniciando ou querem dar um passo além com relação a sua estrutura de hospedagem ou um ambiente para seus aplicativos, é qual melhor tipo de serviço e ambiente irá lhe ajudar no desenvolvimento de seu projeto ou negócio: um Servidor Dedicado ou um Cloud Server?

Por mais que este assunto seja já rotineiro na internet, principalmente nas redes sociais, as vantagens e desvantagens que cada estrutura apresenta, levando em consideração as necessidades de personalização e os custos, geram ainda muitas dúvidas que impactam diretamente na escolha da solução ideal .

Neste sentido, a damos uma mãozinha com dicas e informações sobre cada uma das possíveis escolhas, de um modo menos formal e abrangente, para você se sentir mais confortável na tomada de decisão. Lembrando que na GetCard você conta com total apoio para as suas dúvidas, assim como a personalização necessária para o seu TI e toda infraestrutura de serviços, com atendimento 24h por dia, através de nossos especialistas.

Enfim, vamos ao comparativo 🙂

Servidor Dedicado

Quando falamos em servidores dedicados, já nos surge a ideia de uma máquina exclusiva, oferecendo maior poder de processamento para aplicações de médio e grande porte. Não que esta estrutura não possa ser utilizada para pequenas aplicações, contudo, colocando na ponta do lápis, os custos serão muito mais elevados do que o uso, em tal ocasião, de um servidor compartilhado ou uma estrutura de cloud server.

Assim, ao optar por um servidor dedicado, além das virtudes apresentadas de maior poder de processamento e uso de recursos, você conta com um acesso exclusivo que permite a configuração personalizada e necessária para a máquina adquirida (no caso de optar por adquirir uma máquina, deixando a mesma aos cuidados do data center, ocorre a opção de um outro formato de serviço denominado Colocation, o que é um assunto para outro momento).

Todo o poder de processamento associado a uma boa banda eficiente, traz ainda mais benefícios para os usuários que obtém uma conexão direta e segura (levando em consideração os detalhes necessários na configuração do serviço) para rodar os recursos necessários.

Uma das desvantagens do servidor dedicado, assim como todo serviço que exige certa exclusividade, são os custos apresentados pelo mesmo, sendo recomendado a sua aquisição quando as exigências do ambiente de trabalho, necessárias para rodar a aplicação, requerem alto desempenho. Um outro item, é assumir os custos de hardware e software do mesmo, que também devem ser levados em consideração quando necessário upgrade ou manutenção.

Servidores Compartilhados ou Cloud Server

Dentro da estrutura dos servidores compartilhados ou cloud server, temos a vantagem de um custo inferior pois, através de máquinas virtuais dentro de uma estrutura e um gerenciamento eficiente de dados dentro do ambiente de um data center, temos a opção de alocação dos recursos necessários, e de forma personalizada, para diversas situações.

Não significa que você irá perder um desempenho extremamente significativo dentro de um ambiente compartilhado, em relação ao dedicado. Dependendo da estrutura solicitada para um ambiente cloud, os custos serão tão altos quanto um servidor dedicado ou maior, mas a maleabilidade e o poder de tomada de decisão em várias situações e ocasiões diferenciadas, fazem dessa escolha, um elemento importante na decisão quando um ponto de decisão fundamental é o financeiro (você pode por exemplo optar por aumentar os recursos somente quando for necessário).

Neste sentido, ao optar por uma estrutura em cloud, você conta com escalabilidade, sem precisar se preocupar com uma estrutura 100% de consumo máximo a todo momento; versatilidade de recursos (você pode, por exemplo, selecionar a quantidade de memória e processamento do servidor em muitos casos) e, obviamente, como comentado, você poderá economizar com os custos destinados ao seu e-commerce ou aplicação, se os mesmos não exigirem um alto consumo de recursos constantemente.

Uma das desvantagens dentro do ambiente de Cloud é que, como o ambiente opera de modo compartilhado, toda estrutura apresenta uma largura de banda também compartilhada e existem alguns limites de memória e processamento dentro deste ambiente, apesar de sua flexibilidade (em muitos casos, você pode consultar o seu data center e solicitar uma personalização além dos recursos apresentados, como fazemos aqui na GetCard).

Neste sentido, cada um dos ambientes (Dedicado ou Compartilhado / Cloud) oferece vantagens e desvantagens. Está pensando em hospedar o seu site ou e-commerce? Uma estrutura compartilhada / cloud server é uma excelente opção que atenderá, sem dúvida, os requisitos iniciais para a sua demanda. Possui uma aplicação que necessita de alto poder de processamento? Um servidor dedicado pode ser a melhor opção.

Enfim, este é um simples comparativo que, obviamente, outros fatores e detalhes devem ser levados em consideração para a tomada de decisão.

 

Precisa de algum destes serviços, com atendimento humanizado, personalizado e à disposição 24 horas / dia? Fale com a gente! Temos sempre uma opção ideal para atender suas necessidades.

3 termos que farão parte das tendências tecnológicas para 2017

A tecnologia se infiltrou em praticamente todas as atividades e rotinas pessoais e comerciais, nos mais diversos ambientes e, como consequência deste aumento da velocidade tecnológica, presenciamos uma era onde acompanhar todos os detalhes e nuances fica cada vez mais difícil.

Neste sentido, separamos neste post, 3 tendências tecnológicas que irão marcar presença neste ano de 2017. Confira.

Globalização

O ano de 2017 marcará como o ano em que a internet será levada à milhões de pessoas.
O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e colaboração com o Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação ( Cetic.br) e o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR ( NIC.br) entrevistaram 23.465 domicílios em todo Brasil no período de novembro de 2015 e junho de 2016. Neste estudo revelou-se  que pessoas de classes sociais altas se utilizam mais da internet em relação à inferiores, mas em quesito de crescimento as classes D/E cresceram cerca de 7% em relação a pesquisas anteriores, sendo que as mais abastadas tiveram um percentual menor.

Interatividade

Essa globalização da internet e sua disponibilidade a diversas pessoas nos leva a uma evolução de conectividade. Pode-se observar que este processo começou com a introdução das músicas disponíveis online, os livros digitais, chamados de ebooks, e estas novidades chamaram a atenção de empresas, as quais viram nisso uma possibilidade de investimento. Como ofertas de interação entre pessoas e objetos, como o novo dispositivo da Amazon Echo ou mesmo o Google Home, assistentes com reconhecimento de voz que toca músicas, faz listas de afazeres, fornece atualizações sobre trânsito, clima e basicamente sobre tudo que você pode precisar.

Conectividade

Avanços astronômicos na indústria e também na sua aplicabilidade no mundo dos negócios transformaram as experiências pessoais. E daqui em diante veremos maiores mudanças na forma de interagir com os produtos, algo visível no exemplo que demos do Amazon Echo.  Esta revolução é muito visível nesta companhia em especial ,a Amazon tem um projeto para este ano de colocar em prática o Amazon Go, um aparelho que transformará a maneira de fazer compras como conhecemos. E muitos outros setores da indústria sofreram com as mudanças, e terão que se ajustar ou se tornarem obsoletos.

Ficar por dentro das novidade pode ser uma vantagem competitiva para o seu negócio. Uma oportunidade que se encaixa na sua companhia irá colocar sua empresa em destaque. E para você, quais são as tendências que ficaram de fora da lista? Comente:

Fog Computer

Como já conversamos em textos anteriores, a  computação nas nuvens é uma realidade e traz diversos benefícios para a comunidade, mas a computação na neblina, ou chamada de nevoeiro, tem sido citada com maior força, sendo reconhecida como uma tecnologia que trará maior agilidade para atender as necessidades dos usuários em resposta às novas tecnologias.

Obviamente não podemos esquecer a grande transformação que conseguimos alcançar com a nuvem, só que a necessidade de uma computação local, para auxiliar em um processamento mais rápido, faz com que o usuário fique preso e não tenha autonomia. O que com a proposta do Fog Computer poderá ser alterado.

Fog Computing vem exatamente para economizar o tempo de tráfego no envio para a Cloud pois o processamento não necessitaria da nuvem, ocorreria diretamente no equipamento, ou no máximo em um concentrador próximo.

Observando a Fog, podemos dizer que a mesma é muito similar a Cloud, mas com a diferença de velocidade e o tempo de resposta para necessidades ou situações, digamos, mais emergenciais ou com o dinamismo necessário, sendo mais próxima aos usuários, além de, como informado, reduzir tráfego devido à sua natureza.

O Nevoeiro ou Névoa pode facilitar e muito também na Internet das coisas, carros com piloto automático teriam uma resposta mais ágil e precisa, ou mesmo a comunicação feita entre o carro e seu dispositivo móvel pode ser realizado diretamente, sem a necessidade de ir para a nuvem.

Um exemplo de precisão oferecido pelo Fog pode ser acompanhado neste vídeo da empresa Tesla onde o modelo fabricado pelos mesmos consegue identificar rapidamente as necessidades da estrada como carros que estão se aproximando ou mesmo a necessidade de parada baseada no Nevoeiro e sua disponibilidade de rápido processamento.

https://www.youtube.com/watch?v=XB2g7-HgE_g

Esse processo de maneira alguma irá “acabar” com o Cloud Computing, pois na verdade as duas tecnologias serão utilizadas em conjunto se complementando, até porque o Fog não terá a capacidade de um Cloud, muitos arquivos necessitarão do Cloud para armazenamento.

O que você precisa saber sobre cloud server e cloud computing

O conceito de nuvem é muito utilizado na internet atualmente, mas o que você realmente necessita saber sobre ela? Palavras inglesas como Cloud Computing e Cloud Server podem parecer confusas, mas neste post vamos esclarecer os conceitos e suas importâncias:

Computação nas nuvens ou Servidor Cloud, a tradução dos 2 conceitos que iremos trabalhar em nosso artigo, diz respeito a técnica de processamento e armazenamento de dados que se utiliza de várias máquinas interligadas para executar tarefas. Permitindo assim escalabilidade de recursos e garantia de um melhor desempenho na realização dessas atividades.

Basicamente a famosa “nuvem”, é o fornecimento de serviços, como armazenamento de dados, servidores, entre outros, tudo provido via internet, o que permite acessar suas informações de qualquer lugar do mundo, por diversos tipos de dispositivos, sendo necessário, basicamente, uma conexão com a internet.

Ambientes, por exemplo, como o Google Drive, DropBox, Azure, o próprio GetDrive da GetCard ou semelhantes se apropriam desta tecnologia para gerar maior escalabilidade em recursos e proporcionar alto desempenho do processamento nas nuvens.

Neste sentido, serviços que envolvem um Servidor Cloud ou Cloud Computing se utilizam do alto desempenho de processamento nas nuvens o que, presencialmente, seria extremamente inviável pelo custo e alcance de desempenho mediante diversas necessidades, até mesmo momentâneas.

Na nuvem sempre há mais de um servidor físico em cada operação, para garantir que suas atividades continuem “rodando” sem problemas. Isso envolve diretamente a virtualização de recursos para oferecer exatamente os recursos necessários para as suas aplicações.

Por isso existe a possibilidade e a “elasticidade” do aumento de memória, espaço de armazenamento e processamento. Tudo isso sem prejudicar a segurança, autonomia e crescimento sustentável do seu negócio.

Se sua empresa precisa de Cloud Server, conheça nossos planos e veja qual melhor se encaixa para suas necessidades!  Ou entre em contato conosco para maiores informações.

Uma das maiores estruturas do Brasil em Host de transações financeiras

Junto com o final de ano trazemos novidades para a GetCard. Nós que já possuímos uma das maiores estruturas do Brasil para transações financeiras digitais e em serviços de Host e Data Center, contamos também com uma das mais complexas certificações de segurança do mercado financeiro: PCI Data Security Standard 3.0.

Neste sentido, para 2017, apresentamos ainda mais novidades e, queremos apresentar para você, alguns de nossos diferenciais que estão presentes no dia a dia à disposição para nossos parceiros e clientes:

Conheça nossa estrutura:

Possuímos redundância de rede e energia, com uma ambiente com climatização especial, monitorado 24 horas por dia, controle de umidade e temperatura, com conectividade IPV6 ativa e detecção e extinção de incêndios.

Uma estrutura completa para seu negócio:

Já movimentamos mais de 5 bilhões em transações financeiras digitais por todo Brasil, representando, em números mais concretos, uma média de 4500 clientes finais utilizando nossas soluções, sendo este número 3% de todo o mercado nacional de pagamentos e operações digitais (TEF e similares).

Sem contar com a integração de mais de 400 servidores ativos em operação para a segurança e agilidade dos seus dados.

Novidades para 2017:

Em 2017 você irá contar com ainda mais diferenciais. Um leque serviços para melhor atender nossos clientes e trazer inovação e personalização, com total qualidade e especialistas sempre atentos para o universo da governança de TI. Desde a Gestão de Hardware e Sistemas Operacionais e Aplicações, até Bancos de dados e Monitoramento.

Este novo ano e esta nova etapa representa uma ansiedade e necessidade de nossos clientes sendo concretizada, em um ano de muitas mudanças e crescimento para nós da GetCard, cujo objetivo é levar sempre o melhor e ouvir cada vez mais o que nosso parceiros tem à dizer.

Conte com os nossos planos e serviços para otimizar seu investimento tecnológico. Seja mais um grande parceiro da GetCard!